top of page
  • marvintoledo

O que é o Corredor Interoceânico com o qual o México pretende competir com o Canal do Panamá?



O Corredor Interoceânico é um projeto através do qual o México busca revitalizar o Trem Interoceânico do Istmo de Tehuantepec, um trecho ferroviário historicamente utilizado para transportar mercadorias e pessoas entre os estados de Oaxaca e Veracruz. Seu objetivo é facilitar o transporte de mercadorias entre os oceanos Atlântico e Pacífico, tornando o projeto uma alternativa ao Canal do Panamá.


O corredor foi inaugurado pelo presidente Porfirio Díaz em 1907 para transportar mercadorias do Oceano Pacífico para a costa leste dos Estados Unidos. A linha ferroviária movimentava cerca de 60 trens por dia e contribuiu para o estabelecimento de cidades como Salina Cruz em Oaxaca e Coatzacoalcos em Veracruz. No entanto, o projeto do Istmo entrou em declínio devido ao contexto nacional no México, somado à abertura do Canal do Panamá em 1914.


Modernização dos portos de Salina Cruz e Coatzacoalcos

Entre janeiro e outubro de 2023, os portos de Coatzacoalcos e Salina Cruz registraram crescimento no movimento de carga. Em Coatzacoalcos, sob a Administração do Sistema Portuário Nacional (ASIPONA), foram movimentadas 28,9 milhões de toneladas, enquanto em Salina Cruz, sob a ASIPONA, foram movimentadas 9,4 milhões de toneladas, conforme relatado pela Secretaria da Marinha (SEMAR). Ambos os portos são pontos-chave do Corredor Interoceânico do Istmo de Tehuantepec (CIIT), incentivando projetos de expansão para aumentar a capacidade de carga. Um projeto notável inclui a construção do Quebra-mar Oeste em Salina Cruz, em coordenação com a SEMAR.


Construção de uma nova linha férrea de 3.000 quilômetros

O Ferroviário do Istmo de Tehuantepec possui uma linha ferroviária que se estende por mais de 1.200 km, conectando os estados de Chiapas, Oaxaca, Tabasco e Veracruz. Essas ferrovias facilitam o transporte de carga e permitem o trânsito entre os dois oceanos. Além disso, representam uma conectividade integral como saída para a produção local e serviços de mobilidade de passageiros. Estima-se que até o final de 2024, mais de 3.000 quilômetros de trilhos serão construídos.

Polos de Desenvolvimento para o Bem-estar


Ao longo das linhas ferroviárias que conectam o Oceano Pacífico ao Atlântico, serão distribuídos dez Polos de Desenvolvimento para o Bem-estar. Esses polos oferecerão condições ideais para investimentos, instalações industriais e aumentarão as capacidades produtivas da região. Os polos se concentrarão em indústrias como elétrica e eletrônica, automotiva, autopeças e equipamentos de transporte, agroindústria, dispositivos médicos, farmacêutica, petroquímica, etc. Mais de 3.200 hectares de terra já foram reservados para a instalação desses polos de desenvolvimento, que estimularão a economia local, gerarão diversas oportunidades de emprego e servirão como um catalisador para o desenvolvimento na parte sul do país. Em Veracruz, serão estabelecidos cinco polos: Coatzacoalcos I, Coatzacoalcos II, Texistepec, San Juan Evangelista e Jáltipan; e em Oaxaca: Ixtaltepec, Ciudad Ixtepec, Santa María Mixtequilla, San Blas Atempa e Salina Cruz.


Além disso, ao conectar o corredor a uma rede de mais de 1.200 km de ferrovias, rodovias e aeroportos, a logística será otimizada, surgirão oportunidades e a posição estratégica da região no mundo será fortalecida. Este projeto também se conectará à rede ferroviária nacional, à América do Norte e à América Central, promovendo o desenvolvimento econômico e a eficiência logística regional.


Desafios do Corredor Interoceânico do Istmo de Tehuantepec:

• A criação dos Polos de Desenvolvimento exige infraestrutura adequada, no entanto, a infraestrutura existente na região é insuficiente e precisa de melhorias.

• As regulamentações ambientais, licenças de construção e outros requisitos legais podem causar atrasos e aumento de custos.

• Implementação de medidas para reduzir a poluição e promover práticas ambientais.

• Na região, a oferta de trabalhadores com as habilidades necessárias é bastante limitada, dificultando a atração de empresas.

• A participação comunitária e o respeito ao consentimento das populações locais são cruciais para evitar conflitos e garantir o desenvolvimento sustentável.


Em conclusão, o Corredor Interoceânico do Istmo de Tehuantepec é um projeto destinado a revitalizar o histórico Trem Interoceânico. Este projeto conecta os oceanos Atlântico e Pacífico, pretendendo tornar-se uma alternativa viável ao Canal do Panamá, que foi afetado pelo fenômeno El Niño, tornando seu uso contínuo inviável. Na SPARX, temos especialistas com soluções eficazes; ligue-nos e conheça nossos serviços de importação e exportação.


Comments


GET IN TOUCH

Get the Ball Rolling!

A global network, potential savings, a tricky logistic situation that you just can’t solve -Send us a message and we’ll respond within 48 hours of receiving your inquiry.
Connect with us

ENTRE EM CONTATO

Fazer a bola rolar!

Uma nova localização de fornecimento? Procurando por possíveis economias? Uma situação logística complicada que você simplesmente não consegue resolver? Envie-nos uma mensagem e responderemos dentro de 48 horas após recebermos sua consulta.
bottom of page